Radiofrequência no tratamento de flacidez

Caracterizada pela perda do tônus, elasticidade e resistência de aderência da pele, a flacidez consiste em uma alteração natural dos tecidos, ocasionada geralmente por mudanças bruscas de peso, tabagismo ou envelhecimento, uma vez que a produção de colágeno é reduzida com o passar dos anos.

Mas, graças a estética, existem diversos métodos de tratamento para a flacidez, sendo a radiofrequência um dos principais e mais eficazes deles. Além de ser um procedimento seguro, rápido e efetivo, a radiofrequência auxilia também no combate à gordura localizada e celulite. 

A radiofrequencia para flacidez muscular é, portanto, uma das principais buscas nas clínicas de estética, e promove também o rejuvenescimento tissular através da aplicação de ondas eletromagnéticas, produzindo um calor que contrai as fibras de colágeno, estimulando o corpo a produzir novas fibras.

Radiofrequência no tratamento de flacidez

 

Como a radiofrequência trata a flacidez?

A radiofrequência funciona através da emissão de ondas eletromagnéticas, que atravessam a pele até a camada de gordura. O equipamento de radiofrequência, então, aumenta a temperatura e circulação sanguínea da área tratada.

Dessa forma, o equipamento eleva a temperatura da pele e do músculo, promovendo a contração do colágeno e favorecendo a produção de mais fibras de colágeno e elastina, oferecendo mais sustentação e firmeza à pele do paciente. 

Por isso, a radiofrequencia para flacidez abdominal apresenta um antes e depois tão eficaz, sendo um dos procedimentos mais buscados no mercado estético. 

Radiofrequência fracionada no tratamento de flacidez

Outra opção para o tratamento de flacidez facial e corporal é a radiofrequência fracionada, que trabalha através de ondas eletromagnéticas, a partir da ação de microagulhas banhadas a ouro em conjunto com a emissão da radiofrequência convencional.

O equipamento utilizado tem três funções específicas:

  • Estimular a regeneração das fibras elásticas; 
  • Melhorar a textura da pele; 
  • Favorecer a renovação do tecido cutâneo.

Durante o procedimento, a pele recebe furos microscópicos e entra em processo de cicatrização, o que estimula a produção de colágeno.

Outros benefícios da radiofrequência 

O procedimento se mostra muito eficiente ainda para afecções pós-cirúrgicas, o que torna a radiofrequência para fibrose, edemas e esquimoses uma excelente opção de tratamento.

Isso porque a radiofrequência age na regeneração da pele, podendo ser aplicada precocemente, desde que a sensibilidade térmica do paciente seja mensurável e que o edema não seja acentuado.

Viu só como a radiofrequência é um tratamento completo, que além de tratar a flacidez, também age no combate à gordura localizada e celulite? E você pode adquirir os melhores equipamentos de estética e fisioterapia no site da BCMED!

Deixar um comentário

Inscreva-se
Inscreva-se AGORA

Inscreva-se para receber as promoções da BCMED

Transforme a sua clínica com os melhores equipamentos e treinamentos do mercado.
close-link
Os melhores equipamentos para a sua clínica com parcelas em até 72x.
COMPRAR
close-image