Scroll Top

4 Tratamentos para Reduzir a Celulite e Melhorar Sua Pele!

Mulher confiante e feliz usando lingerie, exibindo naturalidade e autenticidade.

Transforme sua pele e liberte-se da celulite! Explore as inovações da BCMED, oferecendo equipamentos avançados para ajudar na redução da celulite. A celulite é uma condição que causa bastante desconforto para muitas mulheres, afetando aproximadamente 95% delas em algum momento de suas vidas. 

Conheça nossos equipamentos e procedimentos estéticos, combinando abordagens variadas para alcançar os melhores resultados.

O que é celulite? 

A celulite, conhecida como Fibro Edema Gelóide (FEG), é uma condição visível na pele que se manifesta com desníveis, afundamentos e uma textura semelhante à casca de laranja. Ela é mais comum em mulheres e resulta de uma complexa interação de fatores. Acontece quando as células de gordura aumentam em tamanho e são pressionadas entre as estruturas de tecido fibroso da pele.

O mau funcionamento da circulação sanguínea e linfática é um fator-chave na formação da celulite. Isso causa o acúmulo de toxinas, fluídos e gordura nos tecidos, exercendo pressão sobre as fibras de colágeno e elastina na camada mais profunda da pele. Esse processo resulta em saliências visíveis na superfície da pele, criando a aparência desigual característica da celulite. Ela geralmente é mais evidente em áreas onde a gordura é naturalmente armazenada, como coxas, nádegas, abdômen e braços. 

Não é apenas o excesso de peso que contribui para a celulite; fatores genéticos, hormonais, estilo de vida sedentário, má alimentação e estresse também desempenham papéis significativos em sua formação. 

A celulite pode impactar a autoestima e o bem-estar emocional, levando muitas pessoas a buscar maneiras de minimizá-la. Embora não haja uma solução definitiva, existem várias opções de tratamento, incluindo procedimentos estéticos e mudanças no estilo de vida, que podem reduzir sua aparência e promover uma pele mais saudável.

Resumidamente, a celulite surge de uma interação complexa entre fatores como a estrutura do tecido conjuntivo, o aumento de gordura sob a pele e alterações na circulação sanguínea e linfática. Esses elementos se combinam para criar as irregularidades na superfície da pele.

O que causa celulite? 

A origem da FEG ainda não é completamente compreendida, mas existem várias causas que parecem contribuir para seu desenvolvimento, como fatores circulatórios, hormonais e inflamatórios. As teorias principais se baseiam em alterações na anatomia, hormônios e circulação. 

Uma teoria anatômica sugere diferenças entre homens e mulheres na distribuição da gordura subcutânea e nos tecidos conjuntivos. As deformidades da gordura são características na anatomia feminina, confirmadas por ultrassons, enquanto nos homens, as estruturas diferentes impedem essas deformidades. Os hormônios femininos provavelmente têm um papel crucial devido à natureza genética e hormonal.

Alguns pesquisadores afirmam que a celulite tem origem inflamatória, citando sinais de inflamação em biópsias de pele. No entanto, existe divergência, pois outros não encontraram evidências conclusivas desse processo inflamatório ou da destruição das células de gordura na celulite.

A piora do suprimento sanguíneo na pele, as mudanças nas células e a diminuição do oxigênio são elementos importantes. Isso resulta na formação de pequenas áreas nodulares e endurecimento das estruturas de suporte, diminuindo a passagem de sangue e linfa. Os tratamentos visam melhorar a circulação e o escoamento de líquidos para tratar a pele com aspecto irregular.

Quais são os tipos de celulite? 

Esta classificação foi estabelecida com base na aparência da celulite em diferentes estágios: 

Grau 0: Ausência de alterações visíveis na superfície cutânea. 

Grau I: A pele parece regular quando observada em repouso, porém revela mudanças quando é pressionada com os dedos ou quando os músculos locais são contraídos. 

Grau II: Apresenta-se com uma textura semelhante à casca de laranja ou com um aspecto acolchoado, visível quando a pessoa está em pé, sem manipulação na área afetada. 

Grau III: Além das características do Grau II, surgem elevações e nódulos na pele, evidenciando-se as irregularidades mais proeminentes.

Mulheres apresentando variados graus de celulite.
Os tipos de celulite: um guia informativo

Celulite dói? 

A celulite em si não é comumente associada à dor. Geralmente é identificada por mudanças na textura da pele, como protuberâncias ou irregularidades, sem provocar sensações dolorosas na área afetada. Contudo, em alguns casos, pode ocorrer uma leve sensibilidade ou desconforto ao toque na região onde a celulite está presente. Por outro lado, se a celulite estiver relacionada a uma infecção bacteriana, conhecida como celulite infecciosa, é provável que ocorram sintomas dolorosos. 

Esta condição pode manifestar-se com dor localizada, inchaço, vermelhidão e calor na área afetada. Estes sintomas indicam uma resposta inflamatória mais aguda e podem requerer atenção médica imediata. É fundamental estar ciente de que qualquer dor severa, sensação de calor excessivo, inchaço progressivo ou sinais evidentes de infecção na área onde a celulite está presente devem ser avaliados por um profissional de saúde para um diagnóstico e tratamento adequados.

O que é celulite infecciosa? 

A celulite infecciosa é um quadro inflamatório da pele causado por bactérias. Apesar de ser uma ocorrência relativamente comum, é considerada uma condição grave que demanda tratamento imediato. 

Geralmente, essa inflamação é mais frequente em indivíduos com mais de 45 anos e é mais prevalente nas áreas das pernas. Embora menos comum, também pode afetar crianças em idade pré-escolar, principalmente na região ao redor dos olhos. Compreender a seriedade dessa infecção requer conhecimento sobre a estrutura da pele humana, constituída por três camadas de proteção: epiderme, derme e hipoderme (ou camada subcutânea), cada uma desempenhando funções específicas para proteger o organismo. 

Na celulite infecciosa, as bactérias atacam predominantemente as camadas mais profundas da pele, a derme e a hipoderme, comprometendo especialmente os tecidos moles. Esta invasão bacteriana pode ser bastante profunda, podendo inclusive atingir os vasos sanguíneos, resultando em complicações graves se não for tratada de maneira adequada.

Qual o melhor tratamento para celulite infecciosa?

O tratamento para celulite infecciosa geralmente inclui o uso de antibióticos prescritos por um médico. Esses medicamentos podem ser tomados por via oral ou administrados diretamente na veia (endovenoso), dependendo da gravidade da infecção. Além disso, é importante descansar, manter a área afetada elevada, beber bastante líquido e seguir as orientações médicas para controlar a infecção e evitar problemas mais sérios. 

Quando surgirem sinais de celulite infecciosa, é fundamental buscar atendimento médico imediato para receber o tratamento adequado e evitar complicações graves. Evite automedicar-se ou utilizar remédios caseiros, pois isso pode piorar a situação. Sempre consulte um médico para receber orientações precisas e um plano de tratamento adequado.

Qual o melhor tratamento para celulite? 

Primeiramente é importante que o profissional avalie e identifique qual tipo de celulite e grau será tratado, pois as abordagens são diferentes e a escolha correta dos protocolos determinará o sucesso do tratamento. É possível tratar a celulite de duas formas diferentes: não invasiva e invasiva. Entre as abordagens não invasivas, existem métodos como massagem (incluindo drenagem linfática) e Ultrassom Micro e Macrofocado. Estes tratamentos visam melhorar a circulação sanguínea e linfática, estimular a produção de colágeno, tornando a pele mais espessa e menos propensa à celulite, embora artigos ainda estejam em debate sobre sua eficácia.

Há uma variedade de equipamentos que combinam diferentes tecnologias, como massagem, vácuo e ultrassom, e embora alguns estudos sugiram benefícios, há críticas sobre a metodologia desses estudos e a falta de evidências conclusivas. Além disso, existem tratamentos não invasivos com o uso de substâncias biologicamente ativas, como retinoides, metilxantinas, nicotinato de metila, Ginkgo biloba, e Sillicium, L-carnitina, entre outros, embora seus resultados sejam discretos e careçam de mais estudos científicos robustos para comprovar sua eficácia. 

Alguns desses tratamento temos:

A drenagem linfática é uma massagem suave que estimula o sistema linfático, ajudando na remoção de toxinas, redução de inchaço e melhora na circulação.

A lipocavitação é um procedimento estético não invasivo que utiliza ondas ultrassônicas para quebrar células de gordura, visando a redução de medidas e remodelagem corporal.

A radiofrequência é um procedimento estético que utiliza energia eletromagnética para aquecer as camadas mais profundas da pele, estimulando colágeno e reduzindo gordura localizada.

A endermoterapia é um tratamento estético que utiliza massagem mecânica para estimular a circulação sanguínea, o que, por sua vez, pode melhorar a oxigenação dos tecidos e a remoção de resíduos metabólicos.

Qual o melhor massageador para celulite e gordura localizada?

Na BCMED, você encontrará esses dois massageadores que podem fazer diferença significativa em seus tratamentos e protocolos. Eles são:

O Modellata é um aparelho que utiliza massagem vibro-oscilatória com forças verticais e paralelas para mobilizar os tecidos (pele, tecido subcutâneo e músculos), resultando em efeitos terapêuticos como aumento da circulação sanguínea, melhoria na oxigenação tecidual, fluxo linfático, relaxamento muscular, útil para remodelagem corporal, drenagem linfática, redução da celulite e alívio de dores musculares. Com imãs estáticos nas ponteiras, é seguro, fácil de usar e oferece variedade com diferentes ponteiras para vários tratamentos, proporcionando versatilidade e praticidade, com protocolos pré-programados e aplicador leve.

Equipamento Modellata para redução eficaz da celulite.
Potencialize sua rotina de cuidados: descubra os benefícios da massagem.

O Vibrocell é um equipamento de endermologia que auxilia em tratamentos de massagem modeladora, relaxante, drenagem linfática, celulite e gordura através de uma vibração mecânica nos tecidos corporais. Esse efeito mecânico aumenta a circulação sanguínea, alivia a dor, promove relaxamento e oferece nove tipos de ponteiras para diferentes tratamentos. Sua principal vantagem está em permitir que o profissional realize os tratamentos sem grande desgaste físico, sendo versátil, de fácil manuseio e confortável tanto para o operador quanto para o paciente. Oferece ajuste de frequência para cada tipo de tratamento, proporcionando ótimos resultados sem exigir grande esforço físico.

O que é bom para a eliminação de celulite? 

Para eliminar a celulite, é primordial adotar hábitos saudáveis na rotina diária. Uma dieta equilibrada, rica em frutas, vegetais e fibras, enquanto evita alimentos processados e gordurosos, pode contribuir significativamente para reduzir a celulite. Além disso, a prática regular de exercícios aeróbicos e de fortalecimento muscular melhora a circulação sanguínea e tonifica os músculos, diminuindo a aparência da celulite. Manter uma hidratação adequada através do consumo de água também é essencial para melhorar a elasticidade e aparência da pele.

Procedimentos avançados, como radiofrequência, ultrassom micro e macrofocado, e endermoterapia (sobre a qual temos um post exclusivo) são alternativas que estimulam a produção de colágeno, aprimorando a textura da pele e reduzindo a celulite. O uso de cremes e loções contendo cafeína, retinol, antioxidantes ou outros ingredientes que estimulam a circulação pode ajudar a melhorar a aparência da celulite, embora os resultados possam variar. É fundamental buscar aconselhamento especializado para determinar a abordagem mais adequada a cada caso individual.

Para saber mais sobre equipamentos e tratamentos para celulite, confira a linha disponível na BCMED. Encontre opções e equipamentos para ajudar a combater a celulite e descubra soluções eficazes para cuidar da sua pele. Acesse a BCMED e explore as opções disponíveis para melhorar a autoestima de suas pacientes e buscar tratamentos adequados para a celulite.

Artigos Relacionados

Deixar um comentário