Queda de cabelo pós-COVID: como tratar?

Entre os principais efeitos colaterais relatados por aqueles infectados pelo vírus da COVID-19 está a queda de cabelo acentuada, atingindo uma em cada 4 pessoas que contraíram a doença.

Conhecido como eflúvio telógeno agudo, o problema pode persistir por até 6 meses, ocasionando na perda de até 50% dos fios em casos mais extremos. 

Ainda não foi confirmado se isso acontece porque o coronavírus dá origem a uma doença capilar associada a reação autoimune do organismo (combate à infecção) ou se está ligado ao estresse por conta da doença.

A dúvida que fica é: existe alguma forma de prevenir a queda de cabelo pós-COVID? Infelizmente não, mas existem tratamentos capazes de recuperar os fios de forma eficaz.

É importante lembrar, porém, que deve haver um acompanhamento constantemente para que o resultado seja obtido, pois o tratamento capilar costuma delongar muito tempo para obtenção de resultados, pelo menos 3 meses.

Terapia capilar pós-COVID

Pensando nisso, confira a seguir procedimentos estéticos para queda de cabelo pós-covid e como tratar:

Fototerapia Capilar

A fototerapia é um tratamento capilar que utiliza a luz para estimular a oxigenação do couro cabeludo e o crescimento dos fios, sendo um dos tratamentos capilares mais realizados do mundo.

Para este procedimento, o Luminus, equipamento de tratamento para terapia capilar da MMO é a indicação. Suas luzes têm como objetivo melhorar a textura do fio e auxiliar na redução da queda capilar, promovendo uma ação bactericida no couro cabeludo. O Luminus para tratamento capilar conta com dois comprimentos de onda, azul e vermelho.

Ozonioterapia Capilar

O vapor de ozônio tem como objetivo auxiliar no crescimento dos fios, eliminando as bactérias e infecções do couro cabeludo e dos fios, auxiliando na eliminação das caspas e, consequentemente, oferecendo fortalecimento e brilho aos fios.

O Dermosteam Vapor de Ozonio da Ibramed trabalha com a ozonioterapia, podendo ser utilizada em todos os tipos de cabelo, melhorando a oxigenação da pele, estimulando o metabolismo celular e com ação contra os radicais livres, tornando o couro cabeludo livre de impurezas graças ao efeito bactericida da ozonioterapia. 

Outra opção de equipamento extremamente eficaz na ozonioterapia capilar é o Ozonyx Plus, da Medical San. Ele tem funções bactericidas, fungicidas, germicidas e regenerativas. 

Seu grande diferencial está na diversidade de modos de operação, pois sua aplicação pode ser feita tanto com bag, quanto com seringa ou vapor.

Além dos Tratamentos Estéticos

O ideal é consultar com um dermatologista para analisar qual tipo de tratamento é o mais apropriado para seu caso. Mas, além dos tratamentos estéticos passados pelo dermatologista, orienta-se que em casa seja usada uma boa linha de shampoo, condicionador e máscara indicados para o seu tipo de fio.

A boa notícia é que a queda capilar pós-COVID costuma melhorar depois de dois a três meses. Ela geralmente se cura sozinha, mas com os tratamentos citados é possível minimizar o problema e recuperar os fios com saúde e brilho de forma mais rápida. 

Você sofre com queda capiar pós-COVID? Já tratou algum paciente com este problema? Conte pra gente nos comentários!

Deixar um comentário

Inscreva-se
Inscreva-se AGORA

Inscreva-se para receber as promoções da BCMED

Transforme a sua clínica com os melhores equipamentos e treinamentos do mercado.
close-link
Os melhores equipamentos para a sua clínica com parcelas em até 72x.
COMPRAR
close-image